.../...

fico suspenso na expectativa

de um pensamento que rasgue o tempo

e me traduza o sonho das árvores



quinta-feira, 23 de setembro de 2010

VIRAGEM

Deixo o olhar transportar-me
ao longo deste horizonte
que me chama com brandura

Vogo ao sabor das ondas
indolentes deste mar
que se espraia a meus pés

Parto numa jangada de espuma
rumo a destinos incertos
sem que isso me impeça
de sentir o abraço do sonho

Sigo os rastos de luz
salpicados pelas águas
ao encontro de outras vidas

Serenamente aguardo
o momento da viragem


JCE 09/2010

4 comentários:

  1. Lindo e que a serenidade sempre te faça companhia. Bj

    ResponderEliminar
  2. "Vogo ao sabor das ondas
    indolentes deste mar
    que se espraia a meus pés"
    --------------------------
    Uma imagem real. Vivo-a durante estes dias maravilhosos de Setembro, junto ao mar...

    ResponderEliminar
  3. "Etapas de vida ... com o imperativo da serenidade e da aceitação das mudanças"

    Grato pelos vossos comentários

    ResponderEliminar